Topo
Terra à vista!

Terra à vista!

Categorias

Histórico

A origem da bizarra corrida do queijo rolante, na Inglaterra

Felipe van Deursen

2028-05-20T19:10:51

28/05/2019 10h51

Gloucester, sede de uma das competições mais estranhas do mundo (foto: iStock)

51º49'N, 2º09'O
Monte Coopers
Gloucester, Inglaterra, Reino Unido

Nesta segunda, o Reino Unido parou. Ninguém queria saber de mais nada. Novo Parlamento europeu? Brexit? Esqueça. Todo mundo queria saber o resultado da Corrida do Queijo de Gloucester.

Exageros à parte, a competição em que dezenas de malucos se atiram de um morro tentando pegar um queijo rolante é dos torneios bizarros mais famosos do mundo, ao lado da corrida de carregamento de esposas e do campeonato de guitarra imaginária — duas grandes contribuições da Finlândia ao jornalismo de curiosidades.

(foto: iStock)

(foto: iStock)

Mas, apesar de ser conhecido há relativamente pouco tempo, graças em boa medida aos acidentes hilários que provoca, o queijo quicante é uma prática bem antiga. A mais velha referência escrita é uma mensagem de 1826, mas mesmo ela deixa claro que a brincadeira não era uma novidade da época.

Acredita-se, aliás, que o rolamento de queijo seja uma herança dos romanos, que conquistaram a Grã-Bretanha em 54 a.C., ou que seja ainda mais antigo. Habitantes locais garantem que desde meados do século 18 a tradição já ~rolava (trocadilho involuntário).

A corrida fazia parte da festa religiosa anual do monte Coopers. Havia competições de luta, chute na canela e corridas de crianças por doces, tudo em nome de uma boa colheita no ano seguinte. Hoje, só a disputa açucarada infantil acompanha a corrida do queijo, que acontece sempre no feriado bancário de primavera no Reino Unido, sempre a última segunda-feira de maio. Tudo em meio ao cenário rural das cercanias de Gloucester.

(foto: iStock)

Catedral de Gloucester (foto: iStock)

Nada mal começar a semana se despedaçando em uma pirambeira.

Ah, a corrida deste ano coroou como vencedores Max McDougall, 22, Ryan Fairley (9 vezes campeão do evento), 29, Flo Early (pela 4ª vez campeã na categoria feminina), 28, e  Mark Kit, 21. Parabéns aos envolvidos.

Ryan Fairley, 29, um dos vencedores da corrida de 2019, beija seu troféu-queijo (foto: Thousand Word Media Ltd/Reprodução)

 

Sobre o autor

Felipe van Deursen é jornalista de história. Autor do livro 3 Mil Anos de Guerra (Ed. Abril), foi editor da Superinteressante e da Mundo Estranho e colunista da Cosmopolitan. Gosta de batata, de estudar e de viajar.

Sobre o blog

Os lugares mais incríveis e surpreendentes do mundo e a história (nem sempre tão bela nem tão ensolarada) que cada um deles guarda. Um blog para quem gosta de saber onde está pisando.